Filme Third Star e A Dificil Amizade Verdadeira

by - terça-feira, julho 15, 2014






  Recentemente vi o filme britânico Third Star, como estou bastante viciada nos filmes do Benedict Cumberbach, achei ele para assistir, claro depois de ouvir ótimos comentários sobre o filme, o que não me surpreendeu já que o ator tem um ótimo bom gosto para escolher roteiros perfeitos.
  


 O filme se passa em Londres onde James (Benedict Cumberbach) que tem câncer terminal e antes de morrer gostaria de voltar para a sua praia favorita, Barafundle Bay, na costa Pembrokeshire, juntamente com seus 3 amigos para se despedir. E assim a história acontece durante a jornada dos 4 até chegar a praia com um final surpreendente.



  O que esse filme mais me chamou a atenção, foi a amizade verdadeira que eles tem um com o outro, e me fez pensar sobre esse assunto, a AMIZADE. O quão difícil é ter uma amizade verdadeira que se pode contar para sempre, e que mesmo que as coisas aconteçam em suas vidas nada muda nessa amizade. Já tive vários amigos - se é assim que se pode dizer - mas que com o tempo foram se afastando a medida que suas vidas iam mudando. 
  Fizeram novas amizades e esqueceram das velhas e quando vocês se encontram parece que nunca se viram antes e fica aquele clima meio pesado, você não sabe o que falar, fica sem graça, não tem nem mais assunto e parece que nem mais dá conta de compartilhar nada da sua vida com aquela pessoa. Isso aconteceu comigo, e me deixou bastante triste, eu queria pelo menos abraça-lá como nos velhos tempos, fazer as nossas piadas que só ambas entediam.
 Mas daquela época só sobraram pouquíssimas amizades, que se pode contar em apenas uma mão.  Mas que o filme me fez pensar foi: Será que estou sendo amiga o suficiente? Que se algumas das minhas amigas estivesse prestes a morrer eu estaria do lado dela, para lhe confortar, eu teria a força de não deixa-la em momentos difíceis? Será que teria forças de estar lá até o final? De faze-la ter certeza que nossa amizade foi, "até que a morte nos separasse", mesmo que por pouco tempo? E será que ela poderá fazer o mesmo comigo? Será que estaria até o fim comigo? 




 Tenho certeza que uma dessas amizades estava comigo nos meus momentos mais difíceis que passei, e talvez acho que elas nem sabem o quanto me fizeram ser forte nestes momentos, elas eram minha fuga dos meus medos e problemas, com elas eu nem precisava contar meus problemas, pois elas me faziam me sentir tão bem, que eu nem me lembrava do que estava passando, até me separar delas e voltar a realidade, com elas eu tinha outro mundo. 
  Me fizeram tão bem que elas fazem parte da minhas longas memórias felizes, que encontro quando estou lutando contra minha depressão. Mesmo estando longe, nós tentamos estar do lado uma da outra.


*Editei este post escutando esta música.



Encontre-me também nas redes sociais
@deborah_ricardo

  


You May Also Like

0 comentários